Sobre Sistema de Direção

power_steering3__download.jpg

O sistema de direção do carro, seja ele mecânico, hidráulico ou elétrico, é desenvolvido por engenheiros em projetos altamente técnicos e rígidos, para garantir conforto e segurança para o condutor e seus passageiros.

O Grupo KIKO é especializado em sistema de direção e está no mercado há mais de 40 anos. Nossa empresa conta com Peças novas, recondicionadas, e usadas, com alta qualidade e garantia. Temos também nosso setor técnico no laboratório, que avalia e recupera principalmente caixas de direção e bombas de direção, dando vida nova a peças danificadas. Nosso processo é rigoroso e os produtos que não têm mais condições de conserto, são separados (ferro/alumínio/outros) e recolhidos por empresas credenciadas, evitando assim a poluição do nosso meio ambiente. Além disso, nossa oficina tem técnicos capacitados e atualizados para atender e montar orçamentos corretos aos nossos clientes, evitando assim gastos desnecessários.

 

Função:

 

O sistema de direção, é constituído de caixa direção, bomba hidráulica, reservatório, mangueiras de direção, de alta e baixa pressão, correia, tensores, suportes e óleo.

Sua principal função é proporcionar conforto durante as manobras, deixando a direção mais leve. O sistema hidráulico atua de forma gradativa conforme a necessidade do condutor. Em manobras a bomba de direção hidráulica, envia óleo em alta pressão (média 90bar) para a caixa de direção, levando facilidade e conforto ao motorista. Quando algo está com problema no sistema (como um vazamento) a direção fica pesada, mais até do que um carro que não tem o sistema. O ideal é em qualquer tipo de problema, não andar com o carro, para não piorar a situação e enviar o veículo de guincho até a empresa que vai fazer o diagnóstico e conserto do sistema de direção hidráulica.

 

Diagnóstico/Avaliação:

 

O Grupo KIKO quando recebe o veículo, faz diversos questionamentos aos seus clientes, antes de avaliar o carro, para que processo ocorra o mais breve possível e que o orçamento seja correto, evitando assim problemas futuros. Consideramos que essa fase é tão importante quanto a própria execução do serviço:

 

•             A direção está mais pesada e para qual lado?

•             O problema ocorreu após algum fator, como: pancada suspensão, batidas de roda em guias ou o carro passou por algum acidente?

•             Ela fica inoperante quando o veículo está parado ou em manobras?

•             O auxílio hidráulico para repentinamente?

•             Há quanto tempo percebeu o problema?

 

Dicas:

 

As principais falhas do sistema são: direção pesada ou mais pesada que o normal e ruídos/barulhos, que podem ser por falta de óleo ou folga na caixa de direção.

 

•             Limpeza ou troca do reservatório de direção;

•             Drenar e verificar condições das mangueiras e suas conexões;

 

Tipos de Óleo:

 

•             Mineral 

•             Sintético

 

Sangria do sistema:

 

O que quer dizer “sangrar” o sistema de direção hidráulica?

Esse termo é utilizado, quando o mecânico realiza uma troca de qualquer componente de direção hidráulica, removendo o óleo parcial ou total. Após a substituição da peça com defeito, é necessário repor o óleo da direção, até que se remova todo o ar que está no sistema, para evitar ruídos e falta de óleo na bomba hidráulica.

Apesar de ser um procedimento relativamente fácil, é muito importante seguir o processo completo para “sangrar” o sistema de direção hidráulica. Infelizmente muitos mecânicos não realizam o procedimento completo, o que é um erro grave e muitas vezes “fatal”, danificando a bomba direção hidráulica, pois alguns modelos de carro possuem sistema de alimentação de óleo longo e em outros casos são problemáticos pela sua própria natureza.

 

•             1º Passo O primeiro passo é o mais importante, pois se falhar nesse ponto, você pode danificar em segundos a bomba de direção hidráulica.

Trabalhe sempre em dois mecânicos, um dentro e outro fora do carro.

Mantenha as rodas dianteiras suspensas (no cavalete ou elevador) importante as rodas não terem nenhum tipo de peso.

Encha o reservatório de direção hidráulica de óleo até a marca indicada de “máximo”.

Com o carro ainda desligado, solicite ao outro mecânico (dentro do carro), que gire o volante de um lado para o outro, ou como chamamos de batente a batente (10 vezes para cada lado). O mecânico externo verifica o nível de óleo do reservatório, que vai ficando mais baixo. Complete o nível de óleo do reservatório novamente e repita esse processo algumas vezes até que o nível de óleo do reservatório da direção hidráulica se estabilize.

 

•             2º Passo Ainda com o carro suspenso, ligue o motor e deixe em marcha lenta sem girar o volante por pelo menos 10 minutos e se mantenha atendo ao nível de óleo se vai baixar. Em caso positivo continue completando com óleo hidráulico.

 

•             3º Passo Após o procedimento acima e ainda com o carro suspenso, verifique se o óleo se manteve no nível, comece a girar o volante de um lado ao outro (batente a batente) por cerca de 10 minutos. Lembrando sempre que mecânico externo tem que ficar sempre atento ao nível de óleo, pois se ele perceber qualquer problema, será necessário desligar o carro imediatamente.

Se após esse procedimento o sistema ainda apresentar microbolhas (deixando o óleo de cor esbranquiçada) é porque o sistema ainda está com ar “preso” o processo tem que continuar, pois não pode haver nenhuma bolha e o óleo tem que ficar estático e na sua cor original. Em alguns modelos como no Honda Civic, só o fato de movimentar mangueiras de direção hidráulica você já pode provocar entrada de ar “falso” pelas abraçadeiras, nesse caso sugerimos a troca de todas abraçadeiras de pressão pelo modelo de aperto, existentes no sistema de alimentação e retorno.

 

•             4º Passo Se foi identificado que não há mais bolhas de ar e o óleo já está completo, agora é o momento de colocar o carro no chão, repetindo o processo de girar o volante de um lado para outro (batente a batente) em torno de 10 vezes cada lado. Importante sempre acompanhar o nível do óleo.

 

•             5º Passo Se não há ponto de vazamento no sistema de direção hidráulica, se a sangria removeu todas as bolhas de ar e não há ruído, agora é só fechar o reservatório, realizar o alinhamento (se a caixa de direção hidráulica foi removida) e fazer o teste final de rodagem do carro.

 

ATENÇÃO: nos modelos que usam sistema de direção elétrica, apesar de não haver sangria, pois não existe óleo, é necessário que o técnico seja habilitado e a loja tenha também equipamentos específicos para realizar a programação da caixa de direção ou do motor da direção substituído, pois o sistema do carro tem que reconhecer as alterações e trocas realizadas.

 

Alinhamento da direção:

 

Após um serviço de direção, o alinhamento é obrigatório quando ocorre a remoção da caixa de direção ou qualquer componente da suspensão. É indicado também a cada 10mil km, mesmo sem problemas, para manter a vida útil dos pneus bem maior.

 

 

Equipe Grupo KIKO especializado em Ar Condicionado e Direção Automotiva.

Dúvidas e Cotações:

(11) 5548-2315 (11) 9.6906-1002

Instagram: grupokiko_oficial

Facebook: lojagrupokiko

 

Compre direto pelo nosso site de vendas: lojagrupokiko.com.br

 

****AGENDE SUA VISITA COM O VEÍCULO E TENHA UM ATENDIMENTO MAIS RÁPIDO****